sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

2010 O ano do Samba (Todo ano é ano de samba!)


    2010 é um ano onde comemoramos o centenário de vários mestres como Haroldo Lobo que entre muitas coisas pediu gentilmente para a tristeza ir embora. Antônio Nássara que foi parceiro de Haroldo na marchinha "Alá-lá-ô" e fez Um samba muito bem humorado chamado "Caixa Econômica" (Um dos meus preferidos) também completaria 100 anos. Nássara, aliás, conseguiu a façanha de bater a marcha "Cidade Maravilhosa" de André Filho no tradicional concurso de marchinhas da época. Nesse bolo do centenário ainda entra o grande Custódio Mesquita que apresentou a todos a grande Aracy de Almeida que antes cantava em candomblés e festinhas domésticas. Eu ia esquecendo ainda o Vadico (Grande pianista que foi parceiro de muitos e um dos pais da Bossa-Nova) e o Claudinor Cruz que descreveu muitos momentos da minha vida com sua lindíssima "Nova Ilusão". Claudinor, aliás, foi um grande Bamba amigo e companheiro do saudoso Paulo da Portela. Eles eram como Cosme e Damião, onde um estava logo se via o outro. Por último não poderia deixar de citar Noel Rosa, embora tudo que escreva seja pequeno diante dessa figura que despojadamente e quase de brincadeira tornou-se em um curto espaço de tempo um dos grandes pais da nossa música. Noel é uma das minhas principais influências musicais e me cativa ainda mais sua vida. Foi humano com todos os defeitos e mazelas de uma pessoa qualquer. A beleza de ser humano, de ser falho lhe fez gênio. Esse ano a escola de samba Vila Isabel presta justa homenagem em um enredo e samba lindíssimo composto por Martinho da Vila. Cabe a todos nós agora fazer com que 2010 seja um ano diferenciado para o samba. Devemos isso a todos eles.


 

Faço samba pra sorrir

Faço samba pra viver

Faço samba por sentir

Faço samba por sofrer


 

Já fiz samba para vida

Já fiz samba até pra morte

Fiz pra toda essa desdida

Fiz pro azar e fiz pra sorte


 

Faço samba para o bar

Faço samba para a lua

Faço samba para pular

Faço samba para rua


 

Samba não se aprende no colégio

O "x" do problema é crer

Que página onze da apostila sete

Ensina Samba pra você.


 

    Trecho de um samba meu que não fala em segregar, mas sim fazer entender que o sambista não é um bufão para os dias de festas. Lembro ainda Clarice que escreveu "Suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contato... Ou toca, ou não toca."

Salve o samba nesse 2010!!!


 


4 comentários:

Flávio Morgado disse...

O samba já conhecia, é um belo samba!

Aline Capistrano disse...

Belo blog bem cultural, adorei o fundo de azulejos.

Beijosss

Claudio Renato disse...

Noel Rosa, 100 anos...Expectativa total em Vila Isabel!
Valeu, Rodrigo!

priscila disse...

Realmente o samba da Vila é lindo,assim como foi linda a carreira de Noel,os sambas de noel,a boemia de Noel,ñ desmerecendo nunca ou outros bambas citados.Se mostrar na avenida,o q diz no samba,tem tudo pra ganhar,poré,ñ deixo de torcer para o meu Salgueiro...
bjusss!!!